FRATES TEMPLI

2.- A Cruzada foi feita por meio de diversas expedições conduzidas por grandes senhores feudais, e em 15.7.1099 Jerusalém foi reconquistada. Mas o controle da Palestina era precário e o Rei Balduíno I enfrentava carência de população cristã e um exército insuficiente e nem sempre confiável. O trânsito de mercadorias e peregrinos era muito perigoso. Além do Santo Sepulcro, também foi dotada de cônegos para culto a Mesquita erigida junto às ruínas do Templo de Salomão, ali chamados Cônegos do Templo. Alguns membros da aristocracia militar fizeram o voto sem adotarem completamente o estado canônico, assumindo o caráter de uma irmandade religiosa, militar e laica. Entre estes estavam HUGO DE PAYNS e 8 companheiros. Em 1119 um massacre de peregrinos obrigou o Rei Balduíno II a lançar um novo apelo à cristandade, exaltando que a Terra Santa necessitava de um sistema eficaz de policiamento. O Rei então concluiu que a irmandade criada por Hugo De Payns seria extremamente útil se transformada em uma milícia independente subordinada apenas à Igreja, servindo à Cruzada sem interferência dos senhores feudais autônomos. Assim, por volta de 1120 a irmandade fez os votos monásticos e teve confiada pelo Patriarca de Jerusalém a missão de proteger as rotas dos peregrinos. O Rei Balduíno II doou ao grupo parte de um edifício junto às ruínas do Templo de Salomão, e por isso eles passaram a ser chamados de Militia Salomonica Templi, e depois Frates Templi ou Templarii.


2 visualizações
 

Formulário de Inscrição

+5551993193125

Carangola, MG, Brasil

©2020 por OSMTH BRASIL. Orgulhosamente criado com Wix.com